Vida Monástica


"Muitos religiosos têm consagrado toda a sua vida à oração. Depois dos anacoretas do deserto do Egipto, eremitas, monges e monjas têm dedicado o seu tempo ao louvor de Deus e à intercessão pelo seu povo. A vida consagrada não se mantém nem se propaga sem a oração; é uma das fontes vivas da contemplação e da vida espiritual na Igreja."

(Catecismo da Igreja Católica 2687. )


"O ofício principal dos monges é prestar à divina majestade um serviço ao mesmo tempo humilde e nobre dentro dos muros do mosteiro". Perfectæ Caritatis.


Ser Monge


"A vida monástica não se define por seu modo de vida: o mosteiro ou o deserto. Não! O monaquismo se define fundamentalmente pelos votos pronunciados diante do altar na presença de Deus e de seus santos. Todo o resto é envoltura histórica, que pode e deve mudar, tem um valor relativo, e que contribui para melhor observar (cumprir) os votos monásticos.
Esses votos são três: obediência, conversão dos costumes e estabilidade. Se o monge os observa, observa também o monaquismo; se o monge não os obedece, não cumpre sua vocação monástica. O fato de estar ou não em um Mosteiro não muda nada!"